<< Voltar à lista

Angola - Projeto de modernização do INAMET

DESCRIÇÃO DO PROJECTO



Em 2011, com o apoio do seu ministério de tutela (MTTI - Ministério das Telecomunicações e Tecnologia de Informação), o Serviço Meteorológico Nacional angolano, INAMET, publicava um Plano Estratégico de Desenvolvimento ("Plano de Desenvolvimento Estratégico" - PDE) há 7 anos.

O PDE foi aprovado pelo Conselho de Ministro no Verão de 2013. O MFI provou a sua experiência enquanto projectista e integrador de projectos com o INAMET e a sua tutela e propôs, no âmbito de um MoU assinado no Verão de 2013, um projecto de modernização completo que permitiria ao INAMET a execução dos objectivos de desenvolvimento mencionados no PDE. Em 2014, este projecto junta-se à lista de projectos que fazem parte da parceria estratégica entre a França e Angola, antes de ser validado entre os presidentes francês e angolano, em 2015.

O contrato que estabelece a colaboração MFI/INAMET foi finalmente assinado em Julho de 2017 para um projecto global de 3 anos que constitui uma Fase 1 da execução do PDE.



OBJETOS DO PROJECTO



- Reforço da rede de observação, com a implantação de 52 estações automáticas (sinópticas, de mesoescala e hidrológicas), de 8 sistemas AWOS (Aviation Weather Observation system), de 3 estações de radiossondagem, uma rede regional para detecção de raios e um radar meteorológico.

- Implantação, na sede do INAMET, de um sistema de informação completo e integrado, permitindo enviar o conjunto de necessidades de um serviço meteorológico moderno, em termos de telecomunicações, de recolha e tratamento de dados, de previsão e desenvolvimento de alertas e outros serviços climáticos.

- Desenvolvimento de 4 projectos aplicados para os seguintes campos: agricultura, hidrologia, exploração petrolífera e sismologia.

- Execução de serviços de acompanhamento, incluindo a condução da alteração, a formação especializada do pessoal, a integração do sistema, a realização das infraestruturas necessárias aos projectos técnicos e o suporte técnico em 18 meses.



BENEFÍCIOS DO PROJECTO



PARA O INAMET:

- Reforço das redes de observação.
- Implantação de um sistema de informação integrado que permitirá a monitoração climática e a criação de serviços de valor agregado.
- Aumento da competência da estrutura graças ao Plano de Formação de pessoal do INAMET (formação inicial e permanente).

PARA O PAÍS:

- Melhor protecção da população graças à implantação de um sistema integrado de alertas meteorológicos e climáticos.
- Melhor prevenção de inundações e crises sanitárias (malária, febre amarela).
- Assistência à segurança da exploração e exploração petrolífera offshore.
- Segurança dos transportes (aviação, marinha).
- Assistência ao desenvolvimento das energias renováveis.
- Relação com o objectivo nacional de autossuficiência alimentar através do projecto de aplicação agrícola.
- Contribuição à execução do Acordo de Paris (monitoração climática, capacidade de serviços e alertas climáticos).

INFORMAÇÕES & NÚMEROS-CHAVE



Datas de reavaliação

2018-2021

Localização

ANGOLA
Quartel general INAMET, Luanda

Orçamento

60 milhões de Euros
Société Générale - Crédito ao comprador


Sistemas de Informação



    OBSMET - Coleta de dados

    TRANSMET- Telecomunicações

    SYNERGIE WEB - Previsão

    AEROMETWEB - Briefing piloto (10 aeroportos)

  CIPS - Centro de dados

  CLISYS - Climatologia

  METEOFACTORY® - Alertas & Serviços climáticos

  TVMet - Exibição pública (3 canais de TV)

  Web & App - 1 website

Modelo digital

  Centro Nacional do Clima

Sistemas de observação

- 52 Estação meteorológica automática
- 8 AWOS
- 3 Radio sondagem
- Raios: 1 rede regional Luanda
- 1 Radar
- 1 Recepção de dados
- Calibração: 1 local

Suporte Serviços

- Gerenciamento de projetos
- Integração (abordagem total)
- Estudo de concepção
- Expertise-consultoria
- Formação (6000 dias)
- Suporte técnico (1 ano)